Saia do sedentarismo com as academias ao ar livre

Saia do sedentarismo com as academias ao ar livre

Deixar o sedentarismo de lado pode ser mais fácil e econômico do que se imagina. Não tem dinheiro para pagar uma academia? Tudo bem. O projeto Academia ao Ar Livre está presente em cerca de 300 municípios do Estado e é totalmente gratuito.

Em uma área mínima de 150m², as academias contam com equipamentos como simulador de caminhada duplo e leg press, e placas indicativas que informam aos cidadãos qual o uso adequado de cada aparelho. Vale ressaltar, que as academias servem para o uso de qualquer pessoa, inclusive portadores de necessidades especiais.

“Os exercícios físicos podem combater a obesidade e auxiliam no equilíbrio hormonal, dois fatores de risco para o desenvolvimento de câncer, além de serem importantes na recuperação e reabilitação dos pacientes oncológicos, por assumirem um impacto positivo sobre corpo e mente”, comenta o oncologista Paulo Hoff.

O projeto é uma parceria entre o Governo do Estado de São Paulo com os municípios paulistas. A partir da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude é firmado um convênio para adquirir equipamentos específicos para montar uma academia em praças e outros locais públicos das cidades.

Por ter um uso de pouca complexidade e servir para exercitar diferentes músculos do corpo, é uma ótima opção para sair da condição do sedentarismo. Victor Matsudo, coordenador do Programa Agita São Paulo, comenta que 30 minutos por dia de exercícios nestes equipamentos já é o suficiente para “carimbar o passaporte da saúde e não ser mais chamado de uma pessoa sedentária”.

Atualmente, são mais de 1,1 mil academias ao ar livre espalhadas em todas as regiões do Estado de São Paulo.

COMENTÁRIOS