Campanha #MinhaDoaçãoValeOuro integra plano do Governo do Estado para Jogos Olímpicos

Campanha #MinhaDoaçãoValeOuro integra plano do Governo do Estado para Jogos Olímpicos

Fundação Pró-Sangue realiza campanha por doações em parceria com Comitê Paulista das Olimpíadas 2016. Trazendo a assinatura da Publicis, ação conta com a participação de atleta olímpico.

O Governo do Estado de São Paulo lançou nesta segunda-feira, 1 de agosto, campanha de doação de sangue #MinhaDoaçãoValeOuro. Ação faz parte do Plano Operativo da Secretaria da Saúde para suporte aos Jogos Olímpicos Rio2016© de futebol que acontecem na cidade de São Paulo.

A iniciativa recebe o apoio oficial do Comitê Paulista das Olimpíadas 2016 e foi idealizada pela agência Publicis para a Fundação Pró-Sangue, de forma voluntária. O jogador de futebol Gabriel Barbosa, o Gabigol do Santos, é o protagonista da campanha e cedeu seu cachê para participar. A ação será veiculada durante todo o mês de agosto, quando acontece a jornada olímpica no país.

“Todo esse suporte faz parte de um plano de contingência do Governo do Estado de São Paulo para a realização de grandes eventos. A estratégia já foi colocada em ação por ocasião do evento mundial de futebol realizado no Brasil em 2014. Com essa campanha, que recorre a grandes ídolos e se une ao principal evento esportivo do planeta, temos a expectativa de reforçar o suporte transfusional”, afirma o prof. Dr. Vanderson Rocha, presidente da Pró-Sangue.

Nas peças veiculadas em mídia out of home e impressa, produzidas voluntariamente pela Publicis, os atletas aparecem na posição de quem canta o hino nacional, com a mão no peito. O texto diz “Nestes Jogos Olímpicos, todo mundo vai ter orgulho desta modalidade: salvar vidas”. A criação da campanha é de Jean Guelre, Diogo Dutra e Fred Gerodetti sob direção de criação de Hugo Rodrigues, Kevin Zung e Henrique Mattos.

Os espaços para veiculação foram cedidos gratuitamente pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo. As peças serão divulgadas nas estações do Metrô e nos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. No total foram produzidos 236 painéis. Além dos anúncios impressos, a campanha será veiculada na TV Minuto do Metrô, em pontos de ônibus e relógios de rua.

Vale lembrar que todo material foi aprovado pela Rio2016 e Comitê Olímpico Brasileiro – COB. A exposição dos materiais promocionais poderá ser conferida amanhã durante a viagem inaugural do Expresso Olímpico.

Atualmente são coletadas no Brasil cerca de 3,7 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,9% de doadores de sangue no país. O número ainda é pequeno, quando comparado aos padrões dos Estados Unidos e da Europa, que se encontram entre os 5% e os 7%.

“A Fundação Pró-Sangue está plenamente capacitada para dar cobertura transfusional no Estado de São Paulo durante o evento olímpico. Além de dispormos de uma reserva segura de hemocomponentes para a temporada esportiva, contamos com uma rede de doadores de sangue de fenótipo raro, denominada redofera”, explica o prof. Dr. Vanderson Rocha, presidente da Pró-Sangue.

A Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo é vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, sendo responsável pela coleta de sangue, processamento e distribuição a mais de 100 instituições de saúde da rede pública da Região Metropolitana de São Paulo, abastecendo inclusive o Hospital das Clínicas, InCor e Icesp.

Serviço – Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, vir alimentado, ter entre 16 e 69 anos (para menores, consultar site da Pró-Sangue), pesar mais de 50 kg e trazer documento de identidade original com foto recente (que permita a identificação da pessoa).

Vale lembrar que é bom evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem à doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação. No mais, outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista na triagem, no dia da doação. Só lembrando que de segunda à sexta-feira, o tempo de espera no atendimento é menor.

O posto Clínicas fica na Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155, 1º andar, a 200 metros da estação Clínicas do Metrô. A unidade atende das 7 às 18 horas de segunda a sexta; das 8 às 17 nos sábados, feriados e emendas; e nos 1º e 3º domingos, das 8 às 13 horas. O estacionamento, gratuito aos doadores, é o subterrâneo – Garagem Clínicas, na Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar.

Mais informações no Alô Pró-Sangue 0800 55 0300, no site www.prosangue.sp.gov.br, no twitter @pro_sangue ou no facebook /prosangue.

Funcionamento dos postos

Posto Clínicas

Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155 1º andar

De segunda a sexta-feira, das 8 às 18h

Sábados*, feriados e emendas, das 8 às 17h

1º e 3º domingos, das 8 às 13h

Fechado nos demais domingos
(*) Aos sábados, o atendimento no Posto Clínicas limita-se a 380 candidatos. Ao atingir esse número, o cadastro fecha. Mas o doador pode agendar a sua doação pelo serviço 0800 55 0300.

Posto Dante Pazzanese

Av. Dr. Dante Pazzanese, 500

De segunda a sexta, das 8 às 17h

2º e 4 º sábados, das 8 às 16h

Fechado nos demais sábados, domingos e feriados

Posto Regional de Osasco

Rua Ari Barroso, 355 – Presidente Altino

De segunda a sexta-feira, das 8 às 16h30

Sábado, das 8 às 16h

Fechado nos domingos e feriados

Posto Barueri

Rua Ângela Mirella, 354 Térreo – Jd. Barueri – Barueri

De segunda a sexta-feira, das 8 às 16h

Fechado aos sábados, domingos e feriados

Posto Mandaqui

Rua Voluntários da Pátria, 4227 – Mandaqui – São Paulo

De segunda a sexta-feira, das 12h45 às 18h

Fechado aos sábados, domingos e feriados

Posto Pedreira

Rua João Francisco de Moura, 251 – Vila Campo Grande – São Paulo

De segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30

Fechado nos sábados, domingos e feriados

COMENTÁRIOS