Saúde anuncia reformas e novos serviços no Alto Tietê

Saúde anuncia reformas e novos serviços no Alto Tietê

O Hospital Regional Ferraz de Vasconcelos, unidade da Secretaria de Estado da Saúde localizada no Alto Tietê, passará por obras de modernização e adequação para ofertar novos serviços à região.

Serão investidos cerca de R$ 7,9 milhões na reforma de 1.785 m², distribuídos entre setores da unidade. As obras deverão ser finalizadas em um ano após a data de início.

“A unidade supre a deficiência dos municípios da região. A população se beneficiará em relação à ampliação dos serviços. A pediatria é o caso mais emblemático, como referência no atendimento infantil”, explica o diretor do Hospital Ferraz de Vasconcelos, Dr. Vanderlei de Almeida Rosa.

O setor de Psiquiatria, destinado ao atendimento de pacientes com transtornos mentais agudos, terá 439,60 m² de área reformada, além de renovação de mobiliário e equipamentos. Contará com 13 leitos, sendo um de isolamento.

A enfermaria pediátrica também passará por modernização. Serão implantados 25 leitos de internação infantil, sendo um de isolamento, com armários para guarda de pertences, bancada de apoio e poltronas, visando o conforto dos pais e acompanhantes das crianças internadas. A reforma abrange uma área 860,00 m².

A cobertura da Recepção de Visitantes será modificada, bem como as paredes e lâmpadas do local. Além disso, será criada uma copa de apoio aos funcionários e um sanitário para uso comum. O Centro de Material Esterilizado também passará por melhorias.

“Trata-se de uma soma de esforços para a região, com trabalho em rede e colaboração entre diversas instituições”, completa o gestor da unidade, que conta atualmente com 1,2 mil colaboradores.

Até outubro, está prevista a ativação de uma UTI Pediátrica que contará com 11 leitos de internação, sendo um de isolamento. Cerca de R$ 1,5 milhão serão investidos para compra de equipamentos para o novo setor e o custeio deverá ser de R$ 4,3 milhões anualmente, a partir do início do funcionamento.

“Esses investimentos reforçam o compromisso do Estado de São Paulo com a população atendida pelo SUS no Alto Tietê. Queremos aprimorar nossos serviços, com foco em melhorias quantitativas e qualitativas na assistência”, afirma o secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

O Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos realiza, mensalmente, cerca de 900 internações, 14,8 mil consultas, mais de 250 cirurgias e aproximadamente 49 mil exames. É referência em atendimento de média e alta complexidade na região do Alto Tietê.

Tratamento contra o câncer

O Hospital Geral de Guarulhos (HGG), vai ampliar o atendimento em quimioterapia de seu Centro Oncológico. A partir de julho, a unidade terá o acréscimo de mais um período de funcionamento, das 19h às 23h, de segunda à sexta-feira, no qual poderão ser realizadas cerca de 220 sessões a mais de quimioterapia, atendendo a 22 novos pacientes ao mês. Anteriormente, o Centro Oncológico do HGG funcionava das 7h às 19h, em dias úteis.

Inaugurado em 2015, o Centro atende a aproximadamente 2.400 novos pacientes com câncer por ano. O aumento será possível devido a um aporte financeiro da Secretaria de R$ 413 mil mensais em custeio, destinados a equipe multiprofissional e insumos. O serviço oferece uma radioterapia diferenciada, denominada TBI (do inglês Total Body Irradiation), que permite a irradiação do corpo inteiro, contribuindo para a eliminação de células doentes em tecidos não tão facilmente alcançados pela quimioterapia, por exemplo.

O Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo, localizado em Mogi das Cruzes, foi contemplado com mais um acelerador linear, no Plano de Expansão de Radioterapia do governo federal. As adequações para instalação foram iniciadas em junho e devem ser concluídas neste semestre. Atualmente, a unidade atende de 90 a 100 pacientes por dia em sessões de radioterapia e, com o novo acelerador, será possível até dobrar essa meta. O Luzia conta com um moderno Centro Oncológico, e realiza mensalmente 2,2 mil atendimentos multiprofissionais, mais de 800 atendimentos de quimioterapia, cerca de 1,8 mil sessões de radioterapia e mil de hormonioterapia, entre outros. Os pacientes oncológicos atendidos em ambas as unidades são regulados pela rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer.

Hemodiálise

Outro anúncio é a ampliação de 10% das vagas de Hemodiálise ofertadas na região, saltando para 1348 vagas. Isso porque, a partir de agosto, os Institutos de Nefrologia de Mogi das Cruzes e o de Suzano ofertarão juntos 120 vagas extras para atender pacientes em tratamento renal.

A região também conta com o serviço do Hospital Geral de Itaquaquecetuba (Santa Marcelina),  contando com 25 máquinas que operam em três turnos diariamente e realizam cerca de 1.600 sessões por mês. Os três serviços são responsáveis por oferecer cerca de 6.000 sessões de diálise por mês aos pacientes da região.

Psicólogos para Suzano

Na segunda-feira (1), a Secretaria iniciou a capacitação de 39 psicólogos contratados por meio de convênio com a Fundação Faculdade de Medicina, especificamente para atuar em Suzano. Os psicólogos serão alocados em serviços públicos de saúde e educação, incluindo a própria Escola Raul Brasil, a Diretoria de Ensino regional e UBS e CAPS de Suzano. A previsão é que realizem até 40 mil atendimentos no decorrer deste ano.

Nessa primeira semana de julho, os profissionais serão capacitados para atendimento à demanda local, com orientações gerais sobre o SUS e para definições de projetos terapêuticos.  A contratação dos profissionais prevê repasse de mais de R$ 2,2 milhões à FFM. Ainda estão abertas oito vagas de Psicólogo Clínico que não foram preenchidas na primeira etapa de seleção.  Os interessados podem se inscrever pelo link: www.vagas.com.br/v1915602 até sexta-feira (5).

Desde a tragédia na Raul Brasil, as Secretarias de Estado da Educação, Saúde e da Justiça e Cidadania vêm articulando ações integradas de assistência psicológica a alunos, professores e funcionários. No dia do atentado, a Saúde enviou profissionais de psicologia e psiquiatria a Suzano para apoio imediato às vítimas. As pastas estaduais seguiram alinhando estratégias com a Prefeitura de Suzano para atendimento prioritário às pessoas diretamente afetadas pela ocorrência.

COMENTÁRIOS