Saúde contrata 500 agentes de combate à dengue

Saúde contrata 500 agentes de combate à dengue

Pasta estadual também convoca municípios com o objetivo de mobilizar os gestores para evitar proliferação da doença no próximo verão

 

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, por meio da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), autarquia vinculada à pasta, vai contratar 500 novos agentes de controle de endemias.

O contrato dos novos profissionais terá vigência de três meses, período considerado estratégico para execução de medidas preventivas para o próximo verão 2015/2016. Os agentes irão atuar no bloqueio de casos e eliminação de criadouros, com ações focadas no bloqueio da transmissão do vírus.

Nesta etapa, a pasta está investindo mais R$ 6 milhões, totalizando R$ 12 milhões aplicados em ações de combate a dengue somente em 2015. Desta maneira, entre outros aspectos, a Sucen duplica seu efetivo, totalizando aproximadamente mil agentes de campo para apoio em ações como nebulização.

Também foram adquiridos 150 atomizadores costais para aplicação de inseticidas, nove atomizadores acoplados em viaturas, também conhecidos como “fumacês” e 450 kits de EPI (Equipamentos de Proteção Individual), que garantem a segurança dos funcionários.

O investimento contabiliza, ainda, a compra de sete vans para deslocamento das equipes e a manutenção de 50 caminhonetes utilizadas para transporte de máquinas, inseticidas e insumos.

A Secretaria mantém ainda um serviço telefônico ininterrupto no Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) para que os profissionais de saúde e a população possam compartilhar informações e esclarecer dúvidas sobre dengue e outras doenças diretamente com médicos de plantão. O disque CVE pode ser contatado pelo 0800-555466, 24 horas por dia, durante toda semana.

 

Convocação municípios

Nesta quinta-feira, 3 de setembro, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza um grande encontro estadual sobre dengue para o qual estão sendo chamados todos os prefeitos e secretários municipais de saúde dos 645 municípios paulistas.

O evento visa alinhar com todos os municípios do Estado estratégias conjuntas de enfrentamento da dengue e estreitar a articulação entre os órgãos. Na ocasião será divulgada relação de cidades que estão em fase inicial e/ou de alerta para a transmissão da dengue em 2016, além do atual cenário epidemiológico do Estado.

Além disso, serão expostos exemplos de ações bem sucedidas de cidades que tiveram um baixo número de casos, para que os prefeitos e secretários de Saúde municipais possam compartilhar conhecimentos, experiências e criar novas medidas para controle do Aedes aegypti. 

Neste ano, apenas 10 cidades correspondem por 43% dos 589.192 casos confirmados da doença (relação abaixo).

“É fundamental que todos os prefeitos e secretários de Saúde municipais venham a São Paulo participar desta grande mobilização estadual. É hora de unirmos esforços para evitar que o atual cenário da dengue não se repita no próximo verão”, destaca o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip.

 

As 10 cidades com mais casos de dengue do Estado de São Paulo em 2015

Município Nº de casos confirmados
Campinas

61.483

Sorocaba

50.316

São Paulo

39.841

Guarulhos

20.147

São José do Rio Preto

16.824

Sumaré

14.459

São José dos Campos

14.290

Rio Claro

13.730

Limeira

11.285

Catanduva

10.458

TOTAL

252.833

 

COMENTÁRIOS