Saúde distribui ‘camisinhas’ e testes de HIV no vão livre do Masp

Saúde distribui ‘camisinhas’ e testes de HIV no vão livre do Masp

A Secretaria de Estado da Saúde vai ofertar 1.000 testes rápidos para HIV e mais de 30 mil preservativos no sábado, 1º de dezembro, das 9h às 21h, durante um mutirão de diagnóstico e prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo).

Além disso, pela primeira vez no SUS paulista, também serão ofertados 400 autotestes de HIV, no projeto piloto da rede pública de saúde que visa a distribuição em unidades a partir de 2019. Diferentemente do convencional, esse exame pode ser realizado sozinho ou acompanhado de alguém de confiança. No Masp, técnicos estarão à disposição para orientação, e haverá uma sala específica para quem desejar fazer o autoteste no local.

A iniciativa é parte das ações do Dezembro Vermelho, mês de conscientização sobre a Aids (confira programação abaixo). É realizada em parceria com a Aids Healthcare Foundation (AHF) e marca ainda o Dia Mundial de Luta contra a Aids e o lançamento da 11ª campanha “Fique Sabendo”, promovida anualmente pelo Programa Estadual de DST/Aids de SP (mais informações a seguir).

O teste rápido convencional detecta anticorpos no fluído oral e o resultado é obtido em 30 minutos. No Masp, os exames serão ofertados até às 20h, com emissão de resultados até 21h. “Sua grande vantagem é poder ser executado em qualquer local”, explica Maria Clara Gianna, coordenadora adjunta do Programa Estadual DST/AIDS-SP. “O teste é simples, rápido e indolor, realizado com privacidade e sigilo, indicado para todas as pessoas que tem vida sexual”,  observa.

Por sua vez, o autoteste é realizado com uma gota de sangue, e o resultado é obtido em 20 minutos. “É importante ressaltar que os testes são confiáveis, mas não têm caráter diagnóstico. Portanto, se o  resultado for positivo, é fundamental procurar um serviço de saúde para confirmação com testes complementares”, orienta Gianna. Até o momento, esse tipo de testagem estava disponível somente em farmácias privadas, com custo variável de R$ 50,00 a R$ 80,00.

Para Artur Kalichman, coordenador do Programa Estadual IST/Aids-SP,  a instituição do Dezembro Vermelho reforça as campanhas e atividades que alertam a população sobre prevenção ao HIV/Aids. “É necessário intensificar as ações de prevenção e combate ao HIV, sobretudo entre as populações mais vulneráveis”, destaca.

O teste pode ser realizado durante o ano todo, gratuitamente, na rede pública de saúde. Informações podem ser obtidas por meio do Disque DST/AIDS (0800 162 550) ou pelo site www.crt.saude.sp.gov.br.

Fique Sabendo

A 11ª edição da campanha em SP conta com 616 municípios cadastrados, envolvendo 4.553 unidades de saúde, bem como 421 ações extramuros planejadas para acontecerem em 162 municípios. Estima-se que serão realizados cerca de 390 mil exames de HIV e sífilis, entre testes rápidos e convencionais.

A ação é uma das principais previstas no “Plano Estadual de Ampliação do Diagnóstico Precoce do HIV no estado de São Paulo”, cujas metas são reduzir de 42% para 15% o diagnóstico tardio de HIV em SP e ampliar de 40% para 80% a proporção de pessoas testadas pelo menos uma vez na vida até 2018.

Programação do Dezembro Vermelho

  • 29 de novembro, das 9h às 15h30 – Testagem na estação Jabaquara, Plataforma A da EMTU. Serão ofertados 300 testes rápidos de HIV e 300 de sífilis. Haverá distribuição de 8 mil preservativos masculinos e folhetos sobe teste rápido.
  • Dia 1º de dezembro, das 9h às 21h  – Testagem anti-HIV com fluido oral no MASP (coleta até 20h), distribuição de autotestes de HIV e lançamento da 11ª edição da Campanha Fique Sabendo. Serão ofertados 1000 testes de HIV, 32 mil preservativos masculinos e materiais informativos.
  • De 3 a 7 de dezembro, das 8h30 às 18h30 – Mutirão de testagem no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do CRT (Centro de Referência e Treinamento) DST/Aids. Serão ofertados 2000 testes rápidos de HIV e 2000 testes de sífilis, além da distribuição de 40.000 preservativos masculinos, 5.000 sachês de gel lubrificante e 2500 preservativos femininos.
  • Dia 6 – Lançamento online da campanha de incentivo à testagem voltada a População Negra, fruto de parceria CRT DST/Aids-SP e Universidade Metodista.
  • Dia 7, das 16h às 19h – “Conversaria Sem Tabu”, destinada a jovens frequentadores do Coletivo Cultural “Casa do Meio do Mundo”, na zona Norte de São Paulo. Endereço: Rua Itamonte, 2008-A, Jd Brasil.
  • Dia 11, das 18h às 21h –  “Prazer sim, prevenção também”: Encontro de Saúde e Prevenção em IST/Aids da Associação da Parada LGBT, em parceria com o CRT DST/Aids-SP. Endereço: Aliança Francesa, localizada na Rua General Jardim, 182, Vila Buarque.
  • Dias 11 e 12, das 9h às 17h – Encontro com os dirigentes de 35 Paradas LGBT do Estado de São Paulo. Endereço: Hotel San Raphael, localizado no Largo do Arouche, 150, Centro. Participam desta atividade representantes de Grupos de Vigilância Epidemiológica (GVEs), programas municipais e sociedade civil.
  • Dia 13 – Lançamentos: pesquisa “Zero discriminação”, campanha contra discriminação às pessoas vivendo com HIV – parceria entre CRT DST/Aids-SP e Universidade Metodista; concurso experiências na vivencia da transexualidade; e lançamento do Robochat – parceria entre CRT DST/Aids-SP, Departamento Nacional IST/HIV/Aids e Hepatites Virais, Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão (Cealag) e a empresa Lambda 3. O Robochat é um programa de computador que responde perguntas a partir de consultas à fontes de dados e conhecimentos específicos, em linguagem similar a um ser humano.

COMENTÁRIOS