‘Saúde em Ação’ investe R$ 801 milhões em 71 municípios no Estado

‘Saúde em Ação’ investe R$ 801 milhões em 71 municípios no Estado

O valor será usado para construção de hospitais, Unidades Básicas de Saúde e centros de atenção psicossocial nas regiões de Bauru, Campinas, Vale do Ribeira, Vale do Jurumirim e Sorocaba

O programa estadual “Saúde em Ação”, da Secretaria de Estado da Saúde, irá investir, em parceria inédita com BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), R$ 801 milhões extras para fortalecer a saúde pública do Estado.

Os valores serão usados na construção de hospitais, Unidades Básicas de Saúde e centros de atenção psicossocial nas regiões de Bauru, Campinas, Vale do Ribeira, Vale do Jurumirim e Sorocaba. No total, serão 71 municípios beneficiados com 164 obras de construção ou reforma no Estado.

Do total a ser investido por meio da parceria, 70% são provenientes do empréstimo firmado com o BID e 30% são de recursos do tesouro do Estado. As regiões que irão receber os investimentos do BID foram escolhidas pela Secretaria após um estudo que teve como critérios questões epidemiológicas e necessidades regionais e os recursos terão o prazo de cinco anos para serem concluídos.

“O governo do Estado de São Paulo vem buscando, cada vez mais, novas parcerias que facilitem o financiamento de projetos desenvolvidos com o objetivo de ampliar e melhorar o acesso da população a serviços de saúde modernos, bem equipados e próximos de suas residências”, diz David Uip, Secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

O secretário destaca que a parceria com o BID, além de proporcionar a construção e reforma de unidades de saúde, irá permitir a reorganização dos fluxos de assistência à saúde da população, em parceria com os municípios beneficiados pelo programa.

 

Litoral Norte

No Litoral Norte, o financiamento proporcionado pela parceria e destinado para execução de projetos desenvolvidos pela Secretaria será revertido na criação do Hospital Regional de Caraguatatuba e cinco novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) nas cidades de Ilha Bela, Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba.

Os recursos também incluem a construção de sete Caps (Centros de Atenção Psicossocial) nos municípios de Ilha Bela, Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba, além de reforma da ala psiquiátrica da Santa Casa de Caraguatatuba, bem como reforma de duas UBS nas cidades de Ubatuba e São Sebastião e do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Taubaté.

Campinas

Na região de Campinas, o financiamento será revertido na criação de 33 novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) nas cidades de Arthur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariuna, Monte Mor, Morungaba, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara do Oeste, Sumaré e Vinhedo.

Os recursos ainda incluem reformas de 38 UBS nas cidades de Americana, Arthur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Monte Mor, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara do Oeste e Sumaré e no auxílio em capacitações e linhas de cuidados aos municípios de Engenheiro Coelho e Santo Antonio da Posse.

Os investimentos também serão utilizados na construção de cinco Caps (Centros de Atenção Psicossocial) nos municípios Americana, Cosmópolis, Santa Bárbara do Oeste, Sumaré e Valinhos, além da reforma de outras seis unidades nas cidades de Campinas, Itatiba, Paulínia, Pedreira e Sumaré, bem como reforma do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas.

Vale do Ribeira

Já na região do Vale do Ribeira, o financiamento será aplicado na criação do Hospital Regional de Registro e 15 novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) nas cidades de Barra do Turvo, Cajati, Cananéia, Eldorado, Iguape, Ilha Comprida, Iporanga, Itariri, Jacupiranga, Juquiá, Miracatu, Pariquera – Açu, Pedro de Toledo, Registro e Sete Barras.

Os recursos também incluem a construção de dois Caps (Centros de Atenção Psicossocial) nos municípios de Jacupiranga e Juquiá, além da construção do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Registro.

Sorocaba

Na região de Sorocaba, o financiamento será revertido na criação de três novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) nas cidades de Barra do Chapéu, Ribeira e Ribeirão Branco, além da reforma de 11 UBS nos municípios de Bom Sucesso, Itararé, Buri, Itaberá, Itaóca, Itapiarapuã  Paulista, Itararé, Nova Campina, Riversul e Taquarivaí.

Os recursos também incluem a construção de seis Caps (Centros de Atenção Psicossocial) nos municípios de Apiaí, Buri, Guapiara, Itaberá e Itararé, além de reforma das alas psiquiátricas das Santas Casas de Apiaí, Itaberá, Itapeva e Itararé. Os investimentos ainda serão utilizados para reforma do Centro Especializado de Itapeva e do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Sorocaba.

Vale do Jurumirim

No Vale do Jurumirim, o financiamento será aplicado na criação de 15 novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) nas cidades de Avaré, Cerqueira César, Coronel Macedo, Fartura, Iaras, Manduri, Paranapanema, Pirajú, Sarutaiá e Taguai. Os investimentos ainda incluem a criação do Caps (Centros de Atenção Psicossocial) em Piraju e do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) em Avaré.

Os recursos também serão utilizados na reforma da UBS na cidade de Avaré, bem como a reforma do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Bauru e no auxílio em capacitações e linhas de cuidados aos municípios de Águas de Santa Bárbara, Arandu, Barão de Antonieta, Itaí, Itaporanga, Taquarituba e Tejupá.

Foto: A2img / Ciete Silvério

COMENTÁRIOS