Saúde inaugura novo PS do Hospital Santa Marcelina de Itaquera

Saúde inaugura novo PS do Hospital Santa Marcelina de Itaquera

A 10 minutos do ‘Itaquerão’, novo pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquera recebeu investimento de R$ 9 milhões

         A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo entregou nesta quinta-feira, 5 de junho, o novo pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquera, instituição filantrópica sem fins lucrativos que mantém convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde).

Com investimento de R$ 9 milhões, sendo R$ 5,2 milhões em obras e R$ 3,8 milhões em equipamentos, o novo pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquera fica em um prédio de 2,5 mil m2, divididos em três pavimentos – subsolo, térreo e superior.

Localizada na zona Leste, a apenas 10 minutos do estádio do “Itaquerão”, a unidade será uma das referências para atendimento durante a Copa do Mundo.

No térreo está a recepção, o serviço de higienização, a sala de emergência, duas salas de gesso, quatro consultórios de ortopedia, quatro consultórios de pediatria, uma sala de sutura, uma sala de medicação, uma ala de observação pediátrica composta por nove leitos, um isolamento pediátrico, uma sala de raio-X e uma sala de tomografia.

Já no piso superior há uma ala de observação adulta com sete leitos femininos e sete leitos masculinos, dois isolamentos masculinos, dois isolamentos feminino, duas salas de medicação, uma sala de nebulização adulta e seis consultórios clínicos.

O subsolo reúne a farmácia, os vestiários, as áreas de conforto das equipes médica e de enfermagem, o arquivo, a copa, o refeitório, o abrigo de resíduos (infectante, químico, comum e reciclável), o gerador e o compressor.

O pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquera presta atendimento nas áreas de urgência e emergência (adulto e pediátrico), clínica médica (adulto e pediátrico), ortopedia, ginecologia, obstetrícia e psiquiatria.

O Hospital Santa Marcelina de Itaquera realiza assistência de média e alta complexidade terapêutica e também é referência para o serviço de resgate aeromédico, com abrangência regional de cerca de seis milhões de habitantes.

O governo do Estado de São Paulo repassará ao hospital, somente em 2014, R$ 41,2 milhões em recursos extras, além do que o Santa Marcelina já recebe do SUS federal pelos atendimentos prestados aos pacientes da rede pública.

“Todos esses investimentos vêm para fortalecer uma unidade hospitalar fundamental para a região da zona Leste, que será uma das principais referências para atendimento a emergências durante e também após a Copa”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

 

COMENTÁRIOS