Saúde mental: servidores de presídios participam de debates sobre a importância do equilíbrio emocional

Saúde mental: servidores de presídios participam de debates sobre a importância do equilíbrio emocional

Secretaria da Administração Penitenciária do Estado (SAP) dedica, anualmente, atenção especial à saúde mental dos servidores. A iniciativa, que ocorre no início do ano e propõe discussões sobre equilíbrio emocional, foi incorporada pelos presídios vinculados à Coordenadoria das Unidades Prisionais da Região do Vale do Paraíba e Litoral (Corevali), para otimizar o ambiente de trabalho dos funcionários da pasta.

Vale destacar que as ações são desenvolvidas pelo Centro de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor (CQVidas) da Corevali e por integrantes das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (Cipas) dos estabelecimentos penais. Em 2019, o tema trabalhado foi “Quem cuida da mente, cuida da vida”.

Na sede da coordenadoria, os servidores foram convidados para um encontro com o psicólogo Armando Rocha Júnior, que propôs reflexões sobre problemas frequentes da saúde emocional e transtornos mentais.

A discussão foi recebida positivamente pelos participantes. “Para mim, foi de suma importância. Foram relatadas e esclarecidas várias situações que levam uma pessoa a sofrer algum tipo de doença mental, assim como apresentadas as maneiras de prevenção”, revela o presidente da Cipa na Corevali, Rodrigo José Gorges.

A importância da campanha foi comprovada pelo engajamento das unidades prisionais. Membros das comissões internas organizaram conversas entre funcionários e profissionais da área da saúde.

Encontro

Em parceria com o Centro de Atenção Psicossocial de São Sebastião, o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba convidou os funcionários para um encontro com o psicólogo Dany Márcio Travensolli da Silva. No CDP de Suzano, a psicóloga Patrícia Plateiro, que presta atendimentos na unidade, esteve em uma roda de conversa com os servidores, no mês de janeiro.

Outras unidades, como o CDP de São José dos Campos e a Penitenciária “Dr. Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra” I de Tremembé, tiveram foco na difusão de informativos da campanha. Ao todo, foram distribuídos 40 cartazes e mil folders nos presídios do Vale do Paraíba, da Baixada Santista e do Alto Tietê.

“Tão importante quanto a saúde física é a questão emocional. Todas devem estar em equilíbrio e precisamos procurar um profissional capacitado quando necessitamos de ajuda”, explica a diretora do CQVidas da Corevali, Patricia Juliana de Santana Damaceno.

“Os transtornos mentais têm atingido um grande número de pessoas. Por isso, as ações promovidas pela SAP são necessárias para a conscientização de todos”, acrescenta a gestora.

COMENTÁRIOS