Saúde realiza ação na Avenida Paulista no domingo (24), Dia Mundial da Tuberculose

Saúde realiza ação na Avenida Paulista no domingo (24), Dia Mundial da Tuberculose

Profissionais de saúde e voluntários estarão na Paulista, entre 10h30 e 13h, com o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos da doença, formas de contágio e tratamento

Neste domingo (24), Dia Mundial da Tuberculose, a Secretaria de Estado da Saúde promove uma ação especial de conscientização sobre a doença na Avenida Paulista.

Entre as 10h30 e 13h, voluntários identificados com o ‘abadá’ da ação vão distribuir folhetos informativos sobre a tuberculose e esclarecer dúvidas referentes a transmissão, riscos e tratamento.

Mais de 60 pessoas estarão mobilizadas na iniciativa, que é realizada pelo Comitê de Controle Social da Tuberculose, composto pela pasta, sociedade civil e organizações parceiras.

O evento ocorre na Avenida Paulista, altura do número 900, e tem apoio da Unifesp, Uninove, CRT-Programa Estadual DST/aids, Bom Prato, Mopaids, Instituto Vida Nova, Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose e Cratod (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas).

A Coordenadora do Programa Estadual de Tuberculose, Laedi Alves Rodrigues dos Santos, considera a ação importante já que, anualmente, o Estado de São Paulo registra aproximadamente 19 mil novos casos da doença. A transmissão ocorre por via aérea,  por meio de contato com resíduos de tosse e espirro de portador da doença, por exemplo. Pessoas com baixa imunidade têm mais chances de contrair tuberculose.

Quem apresentar tosse prolongada por mais de duas ou três semanas deve procurar uma unidade de saúde e realizar o exame para tuberculose. Além disso, outro ponto bastante relevante é o período de tratamento, que dura, pelo menos, 6 meses. “É importante respeitar todo o período de tratamento, caso contrário a doença pode se tornar resistente aos medicamentos”, orienta Laedi Alves.

O SUS disponibiliza a vacina BCG, que previne formas graves de tuberculose. As doses estão disponíveis na rotina dos postos de vacinação da rede pública e podem ser aplicadas em crianças ao nascer, até os 15 anos de idade.

A vacina é contraindicada para imunodeprimidos e recém-nascidos de mães que usaram medicamentos que possam causar imunossupressão do feto durante a gestação, bem como para prematuros,  com menos de 2 kg.

 

Serviço:

Ação de conscientização sobre a tuberculose

Data: Domingo, 24 de março

Horário: Das 10h30 às 13h

Endereço: Avenida Paulista, 900

COMENTÁRIOS