Segunda fase da Olimpíada Brasileira de Biologia acontece neste domingo

Segunda fase da Olimpíada Brasileira de Biologia acontece neste domingo

Neste domingo (28), das 9h às 13h, cerca de oito mil alunos realizarão a prova da segunda fase da XV Olimpíada Brasileira de Biologia, competição promovida pelo Instituto Butantan.

A avaliação acontecerá em 120 escolas-sede e tem como objetivo principal convocar os 16 melhores participantes para a capacitação prática no Butantan (3ª etapa).

Na primeira fase, aproximadamente 120 mil alunos fizeram a prova. O conteúdo abordado dessa vez será o mesmo da etapa anterior, porém com maior nível de dificuldade, e envolverá assuntos de diversas áreas da Biologia, como Citologia, Botânica, Zoologia, Genética, Evolução, Ecologia, Etologia, Fisiologia Animal, Biossistemática e Noções de Farmacologia.

Para a coordenadora da Olimpíada Brasileira de Biologia, Sonia de Andrade, a expectativa é de que a prova revele talentos na área. “A prova foi preparada em um alto nível de conhecimento. Por meio dela, poderemos selecionar os verdadeiros talentos da biologia no país,” explica a pesquisadora.

Em 2019, o Butantan coordena pela terceira vez as três etapas da Olimpíada Brasileira de Biologia. No ano passado, o Instituto ajudou o Brasil a conseguir sete medalhas e uma menção honrosa (quando o participante teve um bom resultado, porém não o suficiente para a conquista de uma medalha).

A competição nacional é promovida pelo Instituto Butantan em parceria com o BioRad, Centd (Centro de Excelência para Descobertas de Alvos Moleculares), Cetics (Centro de Toxinas, Resposta-Imune e Sinalização Celular), Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Ministério da Educação e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Número de participantes aumenta 300%

Na última sexta (22) e sábado (23), cerca de 120 mil alunos de 1.176 municípios participaram da 1ª fase da XV Olimpíada Brasileira de Biologia. Promovida pelo Butantan, a competição foi realizada em 3.223 escolas com o objetivo de agregar conhecimento e incentivar todos os alunos a se interessarem cada vez mais pela biologia.

O número de participantes da Olimpíada neste ano aumentou 300% em relação a 2018, quando 40 mil alunos foram inscritos. A coordenadora da Olimpíada Brasileira de Biologia e pesquisadora do Butantan, Sonia de Andrade, disse que a competição ajuda no desenvolvimento dos alunos e na popularização da biologia.

“A 1ª fase foi um sucesso, nós tivemos uma ampla adesão das escolas e alunos. É muito gratificante ver que a biologia está atingindo um público maior e mais diversificado,” afirma a pesquisadora.

A prova abordou questões básicas da biologia em seu conteúdo, como a citologia, botânica, zoologia, genética e evolução, ecologia, etologia, biossistemática e noções de farmacologia.

COMENTÁRIOS