Semana de combate ao Aedes encerra em parques de SP

Semana de combate ao Aedes encerra em parques de SP

A Secretaria de Estado da Saúde promove neste sábado (16) uma ação simultânea de limpeza e eliminação de criadouros do Aedes aegypti nos parques estaduais. O trabalho é feito em parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Defesa Civil, DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), e conta com apoio das prefeituras paulistas.

A partir das 9h30 da manhã, equipes da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) e da Defesa Civil vão a campo em parques urbanos, como o Ecológico do Tietê, na zona Leste da capital; Villa Lobos e Água Branca, na zona Oeste; Juventude e Horto Florestal, na região Norte, e Guarapiranga, na Sul. Cerca de 10 a 50 mil pessoas visitam esses locais de lazer aos fins de semana.

Em todos esses espaços verdes, serão feitos arrastões para identificar e remover potenciais focos de proliferação do mosquito, como copos e garrafas de plástico, tampas, embalagens e itens descartados inadequadamente fora das lixeiras. Também serão distribuídos materiais informativos aos visitantes.

A ação é parte do Plano Estadual de Combate ao Aedes, que engloba ações integradas entre as Secretarias da Saúde, Educação, Infraestrutura e Meio Ambiente, Defesa Civil, Artesp (Agência de Transporte do Estado de SP), com apoio das prefeituras e da população paulista. Nesse sábado (16), o trabalho em parques encerra a Semana Especial de Mobilização programada pela Saúde.

Desde a última segunda-feira (11), a pasta intensificou as estratégias de combate ao Aedes, que inclui visitas técnicas em serviços de saúde, videoconferências e capacitações de profissionais de saúde para manejo clínico de pacientes com suspeita de dengue. 

“As ações vêm sendo concentradas nas áreas de maior risco e onde, no ano passado, houve uma incidência maior de casos de dengue”, disse o governador João Doria.

“Encerramos nossa Semana Especial de mobilização contra o Aedes com a expectativa de que todos os paulistas mantenham o compromisso de cuidar das próprias residências e de orientar vizinhos, amigos e familiares sobre a importância do apoio mútuo na eliminação de criadouros. Contamos com o apoio de todos para a prevenção da dengue, zika e chikungunya”, declara o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

No mês de janeiro foram registrados 4.595 casos confirmados de dengue. Dez cidades concentram 77,4% dos casos de dengue confirmados e somam 3.507 casos. A saber: Andradina (1.250 casos); Bauru (945); Araraquara (490); São José do Rio Preto (231); Barretos (155); São Joaquim da Barra (120); Agudos (118); Palestina (98); São Paulo (86) e Ribeirão Preto (68).

COMENTÁRIOS