SP alerta grávidas para os riscos do excesso de peso durante a gestação

SP alerta grávidas para os riscos do excesso de peso durante a gestação

Gestantes que se alimentam de forma adequada tendem a dar à luz a bebês maiores e mais saudáveis, diz especialista do programa “Meu Pratinho Saudável”

 

                Mulheres grávidas que se alimentam de forma adequada e evitam riscos tendem a ter menos complicações durante a gestação e no parto. E elas dão à luz a bebês maiores e mais saudáveis.

O alerta é do programa “Meu Pratinho Saudável”, parceria do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP com a LatinMed Editora em Saúde.

Segundo a médica Elisabete Almeida, diretora-executiva do programa, uma dieta balanceada é um dos elementos mais importantes para assegurar o futuro da mãe e do bebê.

“As mulheres que entram na gestação no peso ideal e ganham entre 11 e 15 kg têm menos problemas do que as que ganham mais ou menos que isso”, alerta a especialista.

Ela diz que o peso ganhado durante a gestação representa o peso do feto e das partes do organismo que suportam o desenvolvimento dele. O volume sanguíneo aumenta em 50% ou mais e as mamas também crescem. O organismo ainda constrói reservas para sustentar o crescimento rápido do bebê e para proporcionar energia para o trabalho de parto e amamentação.

Ainda segundo Elisabete, muitas mulheres se preocupam demasiadamente com o peso e temem um aumento excessivo durante a gestação. Mas nessa época, a prioridade deve ser o ganho adequado de peso para o completo desenvolvimento do bebê.

“Se a mãe estiver abaixo do peso quando ficar grávida, um aumento de 12 kg a 18 kg é indicado. Se estiver acima do peso, esse aumento deve ser de 7 kg a 12 kg”, observa a médica..

Ela ainda orienta que o peso deve aumentar gradativamente. No final do terceiro mês, deve ser esperado um ganho de um a dois quilos. Nos meses subsequentes, o ganho deve ser de aproximadamente 450 g por semana.  Se o ganho for muito maior do que isso, deve-se tentar um controle das calorias ingeridas.

 

Dicas de alimentação durante a gravidez

  • dar preferência a leite ou iogurte desnatados e queijos magros;
  • evitar alimentos ricos em gorduras e altamente calóricos, mas pobres em nutrientes, como doces, bolos, frituras;
  • usar alimentos assados, cozidos e grelhados ao invés de fritos;
  • consultar o médico a respeito de começar ou aumentar a atividade física.

COMENTÁRIOS