SP alerta viajantes para vacinação contra a febre amarela antes das férias

SP alerta viajantes para vacinação contra a febre amarela antes das férias

Vacina é válida por dez anos e deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo faz um alerta aos paulistas que desejam viajar neste final de ano e no período de férias: dependendo do destino, é necessário tomar a vacina contra a febre amarela.

Trata-se de doença infecciosa viral aguda, transmitida por mosquitos e que pode levar à morte. Os sintomas mais comuns são febre alta, calafrios, vômitos, dores no corpo, pele e olhos amarelados, sangramentos, fezes cor de “borra de café” e diminuição da urina.

Nas áreas silvestres de algumas regiões e estados brasileiros, como Minas Gerais, Bahia, Paraná, Rio Grande de sul e parte do Estado de São Paulo, o risco de contágio pela febre amarela é maior. Por isso a prevenção é fundamental para evitar a doença.

Alguns países também exigem um certificado internacional obrigatório de imunização contra a febre amarela vacina para permitir a entrada de turistas.

A vacina é indicada a partir dos nove meses de idade e o ideal é que seja tomada até dez dias antes da viagem. O produto é contraindicado para crianças menores de seis meses, pessoas em tratamento para câncer, HIV e gestantes (com exceção se houver alto risco de exposição).

“A vacinação é a única medida eficaz para evitar a infecção, e está disponível gratuitamente em postos de saúde. É muito importante que as pessoas que vão as regiões de risco e os moradores desses locais ainda não imunizados recebam uma dose da vacina”, afirma Helena Sato, diretora de imunização da Secretaria.

A lista completa de postos que oferecem gratuitamente a vacina está disponível no site do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria (www.cve.saude.sp.gov.br).

COMENTÁRIOS