SP distribui 21 mil preservativos no Sambódromo do Anhembi

SP distribui 21 mil preservativos no Sambódromo do Anhembi

Ação promovida pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo será realizada nos dias 5 e 6 de fevereiro durante os desfiles das Escolas de Samba do grupo especial

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo irá distribuir 21 mil preservativos durante os desfiles das Escolas de Samba do grupo especial que acontecerão nos dias 5 e 6 de fevereiro no Sambódromo do Anhembi, zona norte da capital.

A ação, que será realizada por funcionários do CRT/Aids (Centro de Referência e Treinamento DST Aids), tem por objetivo conscientizar a população sobre a importância do uso da camisinha para prevenção de doenças sexualmente transmitidas.

No período de 1 de janeiro de 1980 a 30 de junho de 2015, foram registrados 244.641casos de Aids no estado de São Paulo. Entre a população mais vulnerável à infecção pelo vírus HIV, atualmente, estão os adolescentes e jovens gays (homens que fazem sexo com homens), cuja proporção de exposição em maiores de 13 anos aumentou de 30,3%, em 2007, para 44,8%, em 2014, percentual semelhante ao final da década de 1980.

“A camisinha é, sem dúvida, o meio mais conhecido, simples  e eficaz de prevenção as DST/Aids, além de ajudar a  prevenir uma gravidez indesejada”, declara Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual DST/Aids-SP.

No caso de contato com alguma situação vulnerável durante o Carnaval, como a realização de sexo sem preservativo, os foliões poderão recorrer à PEP (Profilaxia Pós Exposição), que é uma outra forma de prevenção à infecção pelo HIV oferecida pelos serviços de saúde por meio do uso de medicamentos em, no máximo, até 72 horas após a exposição ao risco.

Outra dica de proteção é a realização dos testes anti-HIV, que  podem ser feitos de forma gratuita e sigilosa durante todo o ano  em 130 Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de todo Estado. Os endereços das unidades podem ser conferidos no site www.crt.saude.sp.gov.br ou pelo telefone 0800-16-25-50 do Disque DST/Aids.

COMENTÁRIOS