SP tem mutirão para detecção de câncer de próstata no Novembro Azul

SP tem mutirão para detecção de câncer de próstata no Novembro Azul

O Centro de Referência em Saúde do Homem do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), na capital paulista, realiza nos próximos dias 11 e 25 de novembro, a partir das 7h às 13h,  um mutirão de atendimento para diagnóstico e tratamento de câncer de próstata.

Ao todo, o hospital atenderá 500 homens a mais do que as 4.500 consultas mensais realizadas na unidade.

Os pacientes devem ser encaminhados pela central de vagas estadual (Cross), que recebe pedidos de consulta especializada em urologia das Unidades Básicas de Saúde e das AMAs municipais.

De acordo com Cláudio Murta, coordenador do departamento de urologia, o diagnóstico precoce promove um tratamento menos agressivo e com maior chance de cura de 95% se constatado o câncer na fase inicial.

“Ações como esta são importantes pelo caráter de conscientização sobre a necessidade do exame preventivo. Além de tratar estes homens, vamos multiplicar a ideia da precaução, esperando que um tabu possa ser quebrado”, completa.

No Estado de São Paulo, 12 mil novos casos de câncer de próstata são diagnosticados por ano. Em nível nacional, esse número sobe para 60 mil, sendo quase 17 mil mortes pela doença.

Além do mutirão, o “Hospital do Homem” realiza na segunda semana de Novembro, entre os dias 6 e 10, das 10h às 16h, uma ação de conscientização de seus funcionário e paciente do Hospital de Transplante, localizado no mesmo prédio. O evento tem traz até eles profissionais do ramo da beleza e cuidados estéticos que oferecem corte de cabelo, barba, cuidados com as unhas e mãos, e limpeza de pele. Paralelamente, a equipe médica orienta de forma educativa quanto aos cuidados com a saúde do homem, exames que devem ser feitos, alimentação e estilo de vida, entre outros cuidados.

Hifu

O Centro de Referência em Saúde do Homem conta, ainda, com o aparelho mais moderno do Brasil, único no SUS, em cirurgia não invasiva de câncer de próstata. Inaugurado em maio de 2017, já realizou cerca de cem procedimentos até o momento.

Além de diminuir drasticamente os efeitos colaterais de uma cirurgia convencional, como impotência, incontinência urinária e infecções, o procedimento realizado pelo HIFU gera uma economia de oito mil reais por procedimento realizado, em relação à cirurgia convencional.

COMENTÁRIOS