Técnica pioneira do HC para corrigir próstata ganha prêmio internacional

Técnica pioneira do HC para corrigir próstata ganha prêmio internacional

Método minimamente invasivo foi eleito como a maior inovação e intervenção de radiologia em 2016

Uma técnica inovadora de cirurgia para o tratamento dos sintomas urinários em decorrência do crescimento benigno da próstata, implantada de forma pioneira pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, acaba de ganhar oAward of Excellence and Innovation in Interventional Radiologyser. O prêmio foi entregue no The Cardiovascular and Interventional Radiological Society of Europe (CIRSE), que esse ano aconteceu em Barcelona e concorreu com estudos de todo o mundo.

O método, criado pelo Professor Francisco Carnevale, ajuda a eliminar a hiperplasia prostática benigna, que acontece quando a próstata aumenta, causando dificuldade em urinar.  O problema atinge mais de 50% dos homens acima de 50 anos. Com o método, menos invasivo, o paciente tem rápida recuperação e não precisa ser internado. A partir do procedimento, um pequeno tubo guiado por imagens de raio-X é introduzido na virilha até o local afetado. “A partir daí, nós liberamos uma substância para obstruir parte do fluxo sanguíneo que alimenta a próstata. Com a intervenção, conseguimos a redução do órgão sobre a uretra”, explica o explica Carnevale.

Desenvolvedor da técnica desde 2008, Carnevale já realizou no HC cerca de 250 intervenções e contribuiu, por meio do intercâmbio entre médicos de nove países, com cerca de 1.200 cirurgias na Europa e outras 120 nos Estados Unidos.

Desde o início dos estudos, após a intervenção não se observaram problemas relacionados com a função sexual ou incontinência urinária. Além disto, houve melhora dos sintomas urinários e redução do tamanho da próstata em 90% dos pacientes tratados.

COMENTÁRIOS