Tempo seco favorece problemas respiratórios

Tempo seco favorece problemas respiratórios

A umidade relativa deve caiu nesta semana em São Paulo, chegando a menos de 30% no período da tarde. A situação deve se repetir até o início de agosto, quando chuvas são previstas. A consequência do chamado tempo seco para a saúde vai desde ardência e irritação nos olhos e garganta, tosse seca ou “cheia” e boca seca, podendo ser evoluir para casos mais graves em pessoas que já tenham alguma doença crônica, como asma, causando crises de tosse e o agravamento da doença.

Para evitar ou minimizar a ocorrência de problemas de saúde em decorrência do tempo seco, a  Secretaria de Estado da Saúde indica alguns cuidados importantes.

Durante este período também é comum o aumento da circulação de vírus respiratórios que podem causar coriza, tosse e febre por tempo variável, tendo, em alguns casos, complicações como crises de chiado, pneumonias e, em situações extremas, insuficiência respiratória com necessidade de internação hospitalar. As internações por doenças respiratórias aumentam cerca de 30% nessa época. Os grupos que merecem maior atenção são as crianças abaixo de 2 anos, idosos e portadores de doenças crônicas.

“Para aliviar os sintomas é necessário beber bastante líquido, lavar o nariz e os olhos com soro fisiológico, evitar exercícios físicos ao ar livre, principalmente entre 10h e 17h nos dias com baixa umidade do ar e evitar lugares fechados e de grande aglomeração”, recomenda o pneumologista Fábio Muchão, do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) “Dr. Luiz Roberto Barradas Barata”, unidade da Secretaria localizada no bairro de Heliópolis, zona Sul da capital.

O especialista destaca, ainda, que é válido umidificar ambientes com baldes de água ou umidificadores, lavar sempre as mãos, tossir e espirrar em lenços descartáveis e higienizar as mãos na sequencia. Crianças, idosos e pessoas que já possuem histórico de doenças respiratórias crônicas são os grupos mais vulneráveis neste período e precisam redobrar os cuidados.

Dicas

·        Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição);

·        Não faça exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e 17h quando a umidade do ar estiver baixa;

·        Deixe um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir;

·        Não use o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor;

·        Lave as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto;

·        Mantenha os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;

·        Evite frequentar lugares fechados em que haja grande concentração de pessoas ou procure ventilar ao máximo os ambientes fechados.

COMENTÁRIOS