Terminal Metropolitano Diadema recebe exposição itinerante de esculturas de órgãos do corpo humano

Terminal Metropolitano Diadema recebe exposição itinerante de esculturas de órgãos do corpo humano

 

 

O Terminal Metropolitano Diadema da EMTU/SP recebe, a partir desta quinta-feira (3), a exposição itinerante de incentivo à doação de órgãos que tem circulado por estações desde setembro, por meio de parceria entre as Secretarias de Estado de Saúde e Transportes Metropolitanos.

A mostra estará no local até a próxima terça-feira (8) e depois segue para o Terminal Metropolitano São Mateus, onde fica até o próximo dia 13. O público poderá ver cinco esculturas de órgãos do corpo humano, que representam a córnea, o pulmão, um rim e dois corações. Cada peça tem aproximadamente dois metros de altura.

As obras já passaram pelas estações Sé, da Linha 3-Vermelha do Metrô, e Palmeiras-Barra Funda, que atende às Linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM. Nas duas estações, ao todo cerca de 5.000 panfletos informativos foram distribuídos aos cidadãos.

A iniciativa visa conscientizar a população sobre a importância da doação de órgãos que, atualmente, deve ser consentida. Quem quiser ser doador não precisa mais incluir a informação no RG ou na CNH. Basta comunicar os parentes mais próximos sobre o desejo. A autorização para doação deve ser dada por familiares com até o 2º grau de parentesco. Por isso, é fundamental haver diálogo entre as famílias sobre o desejo de ser ou não doador de órgãos, pois isso facilita a tomada de decisão.

Somente no primeiro semestre deste ano, foram realizados 4.023 transplantes no Estado de São Paulo, sendo 2.583 de córnea, 1.008 de rim, 300 de fígado, 65 de coração, 30 de pâncreas e rim, 23 de pulmão e 14 de pâncreas.

COMENTÁRIOS