Todos juntos contra o Aedes aegypti

Todos juntos contra o Aedes aegypti

O governo do Estado de São Paulo criou uma Sala de Comando e Controle Estadual das Arboviroses para monitorar a presença do Aedes aegypti no Estado e a evolução dos casos de doenças transmitidas pelo mosquito: dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela.

A força-tarefa irá reunir a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado, Defesa Civil e Exército. A sala de comando irá funcionar no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, situado no bairro da luz, na capital paulista.

Haverá, ainda, a participação da União Estadual dos Estudantes de São Paulo, que irá promover ações em universidades do Estado de São Paulo visando à conscientização sobre a importância do combate ao Aedes.

“É fundamental que a população seja parceira do poder público e contribua no sentido de eliminar focos do mosquito, uma vez que 80% dos criadouros estão no interior das residências”, afirma David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

 

 

COMENTÁRIOS