Tuberculose oferece sérios riscos a pessoas com HIV

Tuberculose oferece sérios riscos a pessoas com HIV

Doença infecciosa, a Aids é transmitida por um vírus chamado HIV. Estima-se que, a cada 15 minutos, uma pessoa se infecta com o vírus no Brasil e sete pessoas morrem por dia em São Paulo. As taxas de detecção do HIV na população cresceram 4,2 vezes entre 2000 e 2015.

A prevenção e o tratamento da tuberculose em pessoas vivendo com HIV é importante para que a doença não coloque a vida dos pacientes em risco. “O óbito geralmente ocorre nos primeiros dois meses de tratamento, razão pela qual a rapidez no diagnóstico da tuberculose é fundamental, bem como o diagnóstico de HIV entre aqueles com TB”, observa Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual DST/Aids-SP. 

A Secretaria alerta ainda para a necessidade de envolver todas as esferas da sociedade na luta contra a tuberculose. “É importante reforçar que a meta é eliminar a doença, ou seja, atingir menos de 10 casos por cem mil habitantes no ano de 2035 e, em 2050, menos de um caso por um milhão de habitantes”, afirma a Dra. Vera Galesi, da Divisão de Tuberculose da Secretaria de Estado da Saúde.

Sobre o vírus 

De acordo com o médico infectologista Ralcyon Teixeira, o vírus está presente principalmente no sangue e em algumas secreções do corpo, como o esperma, a secreção vaginal, o líquido que banha o bebê durante gestação e o líquido que banha o cérebro.

“Se a pessoa tiver contato com uma dessas secreções ou com o sangue contaminado e perfurando, porque na pele integra não passa HIV, ela pode se contaminar. Por outro lado, não há vírus na saliva, na urina, nas fezes e na lágrima,” explicou.

Muitas ações educativas, assim como campanhas de alerta e conscientização, são mantidas pela Secretaria de Saúde. “Um dos motivos de ter aumentado o número de pessoas infectadas com o vírus do HIV/Aids é o hábito de não usar camisinha.” O alerta é do infectologista Jean Gorinchteyn.

O Estado de São Paulo conta com 3.952 unidades onde o paciente pode fazer o exame gratuitamente. Os testes são realizados nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e nas unidades da rede pública. Também é possível saber onde fazer o teste pelo Disque Saúde (136).

Ao procurar o teste para saber se está infectado ou não, o paciente leva até 30 minutos depois de colher uma gota de sangue da ponta do dedo. A infecção pelo HIV pode ser detectada com, pelo menos, 30 dias a contar da situação de risco. Isso porque o exame (o laboratorial ou o teste rápido) busca por anticorpos contra o HIV no sangue. Esse período é chamado de janela imunológica.

 

COMENTÁRIOS