Uma vida dedicada à saúde

Uma vida dedicada à saúde

Dorotéia da Silva é uma das colaboradoras mais antigas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Dorotéia da Silva realiza, há pouco mais de 30 anos, seu trabalho com amor, dedicação, sensibilidade e carinho de sobra.

Ela iniciou sua carreira na Faculdade de Medicina aos 18 anos, no serviço de transplante de fígado. Porém, a paixão pela instituição começou um pouco antes.

Isso porque a profissional cresceu em meio aos corredores da FMUSP, ficou na creche HC e acompanhou o trabalho da avó na infância, que atuava na técnica cirúrgica de auxiliar de enfermagem em transplante de órgãos da Faculdade.

Hoje, aos 50 anos, e atuando no Transplante de Fígado do Hospital das Clínicas, ela revela o motivo do amor pela profissão. “Eu frequento este serviço desde criança. Depois, comecei a trabalhar aqui por escolha, prestando serviço aos pacientes que se encontram fragilizados”, conta.

Mas a trajetória de Dorotéia dentro da instituição está longe de terminar. “Diariamente, trato os pacientes como se fossem meus familiares e torço para o transplantado desde o nosso primeiro contato. Eu amo o que faço e gostaria de ficar até quando eu não aguentar mais”, conclui.

COMENTÁRIOS