Vacine-se contra a gripe no Dia ‘D’ da campanha

Vacine-se contra a gripe no Dia ‘D’ da campanha

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promove neste sábado (12) o dia ‘D’ da campanha de vacinação contra a gripe. Cerca de 36 mil profissionais estarão mobilizados para vacinar a população em mais de 6,5 mil postos fixos e volantes em todo o Estado de São Paulo. Somente no interior paulista, serão cerca de 5,5 mil postos. Outros 580 estarão em funcionamento na Grande São Paulo, e mais 530 especificamente na capital. A ação contará com o apoio de mais de 2,3 mil veículos, entre carros, ônibus e barco.

“É importante lembrar que a vacinação continua para os grupos que que tiveram a imunização iniciada nas etapas 1, 2 e 3; portanto, tanto esses grupos quanto os novos públicos podem e devem comparecer aos postos”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. “A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica.

Desde o início da campanha, em 23 de abril, até o momento, 3 milhões de paulistas já foram imunizados. A expectativa é vacinar, até 1º de junho, 10,7 milhões de pessoas contra o vírus Influenza, o que corresponde à meta de 90% da população-alvo definida para a campanha.

Considerando todo o território paulista, a meta da campanha de 2018 é vacinar mais de 4,3 milhões de idosos, ou seja, pessoas com 60 anos ou mais; cerca de 2,4 milhões de pessoas com comorbidades, como asma, diabetes, imunodeprimidos e outros; aproximadamente 2,3 milhões de crianças com idade a partir de seis meses e até cinco anos; 1,2 milhões de profissionais de saúde; 423 mil gestantes e 70 mil puérperas (com até 45 dias após o parto), entre outros.

O alerta especial é para que os pais ou responsáveis levem as crianças aos postos, pois, até o momento, apenas 280 mil crianças menores de cinco anos foram imunizadas. Doses também já foram aplicadas em mais de 2,1 milhões de idosos; cerca de 255 mil doentes crônicos; mais de 425 mil profissionais de saúde; cerca de 85 mil gestantes e 22,5 mil puérperas (mães que tiveram seus filhos nos últimos 45 dias), entre outros.

“O ‘Dia D’ deste sábado é uma oportunidade para que as pessoas que têm rotinas mais intensas durante a semana possam comparecer aos postos e garantir sua proteção contra a gripe. A vacinação é gratuita e está disponível para todos os grupos do público-alvo”, afirma a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. “A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica.

A esteticista Emília Amaral, que tem a semana inteira corrida entre afazeres da casa e de trabalho, pretende garantir a vacina neste sábado. “Estava esperando esse dia que é uma oportunidade única para me vacinar”, conta.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A  (H3N2) e B.

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

A vacina é a principal forma de prevenir à doença. “Aumentar as coberturas vacinais é fundamental para que possamos reforçar à proteção e, por isso, solicitamos aos que ainda não se vacinaram que compareçam aos postos de vacinação”, afirma Marcos Boulos, Coordenador de Controle de Doenças do Estado de São Paulo.

90% DO PÚBLICO-ALVO

O governador Márcio França participou do evento de lançamento da campanha de vacinação. Com ele no Centro de Saúde Pinheiros, na capital paulista, estava o ministro da Saúde, Gilberto Occhi. Ambos reforçaram a importância da iniciativa em relação aos públicos-alvo. “O Influenza é perigoso para idosos e bebês. Fiz questão de vir para demonstrar meu apoio à iniciativa. Pedimos a todos que se dediquem a divulgar essa campanha importantíssima”, afirmou França. A expectativa é vacinar contra o vírus Influenza 10,7 milhões de paulistas, o que corresponde à meta de 90% da população-alvo definida para a campanha.

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil. “Todas as doses são produzidas aqui no Butantan, o que facilita muito. Somente para São Paulo foram 11 milhões de doses”, completou o governador.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

Etapas da campanha de 2018

  • Etapa 1:iniciada em  23 de abril, para trabalhadores de saúde, pessoas com idade de 60 anos e indígenas;
  • Etapa 2:iniciada em 2 de maio, para crianças com idade maior que 9 meses e menor que 5 anos, gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto;
  • Etapa 3:a partir de 9 de maio, para pacientes diagnosticados com doenças crônicas, professores, e outros;
  • Dia D:dia 12 de maio, para todos os grupos do público-alvo.

 

Confira a população-alvo da campanha de vacinação, por região*:

Região População-alvo
Grande São Paulo 5.408.306
Araçatuba 213.805
Araraquara 275.690
Marília 350.107
Barretos 125.373
Bauru 503.912
Campinas 1.136.860
Franca 181.034
Piracicaba 389.354
Presidente Prudente 222.270
Vale do Ribeira 81.336
Ribeirão Preto 399.774
Baixada Santista 534.693
São João da Boa Vista 234.490
Vale do Paraíba 701.932
São José do Rio Preto 517.523
Sorocaba 626.009

* Meta é vacinar 90% da população-alvo em cada região

COMENTÁRIOS