Atendimentos de urgências e emergências ganham 40 novos veículos

Atendimentos de urgências e emergências ganham 40 novos veículos

O investimento será de R$ 14 milhões para compra de veículos básicos, unidades avançadas e para desastres

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta segunda-feira, 19 de março, o investimento de R$ 14 milhões para a renovação e ampliação da frota do resgate do Estado, formado pelo GRAU (Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências), Corpo de Bombeiros e Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar. “Vamos renovar toda frota de unidades avançadas, proporcionando uma maior agilidade no resgate e transporte dos pacientes”, concluiu Alckmin.

A frota atual conta com 400 veículos e serão adquiridos 40 novos para modernizar a frota do Estado. A renovação da frota objetiva trazer mais segurança e agilidade no atendimento da população, com veículos mais modernos e equipados. Os carros avançados são utilizados para intervenção rápida, com equipamento de atendimento de emergência, além de transportar médicos e enfermeiros.

“Esse investimento reforça o compromisso do Governo do Estado de São Paulo com o atendimento de urgência e emergência à população, aprimorando ainda mais os veículos de resgate que são utilizados no dia a dia”, explica o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

O Estado também contará com unidades especiais para desastres, que ampliarão a frota existente. Os veículos são utilizados para transporte de equipamento e equipe de atendimento para situações específicas, como desastres e incidentes com múltiplas vítimas. A coordenadora do Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências, Maria Cecília Damasceno, falou sobre os ganhos que o GRAU irá receber com os novos veículos. “Um investimento que será muito útil para população e irá agilizar ainda mais o resgate de urgências no Estado”, explicou.

 

Ampliando e renovando a frota, o GRAU irá conseguir ampliar ainda mais seus atendimentos de urgências e emergências. “Com novos equipamento, conseguimos atender com mais agilidade e ampliar o número de atendimentos em menor tempo possível”, falou Elaine Camargo, supervisora de enfermagem do Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS