Whatsapp vira ‘antídoto’ contra picada de cobra

Whatsapp vira ‘antídoto’ contra picada de cobra

Aplicativo auxilia atendimento às vítimas de acidentes com animais peçonhentos encaminhadas ao hospital Vital Brazil, do Instituto Butantan

O Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e um dos maiores centros de pesquisa biomédica da América Latina, decidiu usar o Whatsapp como aliado no tratamento de vítimas de acidentes com animais peçonhentos, a exemplo de cobras, escorpiões e aranhas, que dão entrada no seu Hospital Vital Brazil.

O aplicativo está sendo usado por um grupo de pesquisadores do Butantan para reconhecer e identificar os animais e espécimes, verificando se realmente são peçonhentos e auxiliando, assim, a equipe médica do Vital Brazil na conduta a ser adotada.

Foram selecionados biólogos com experiência em diversas áreas do Instituto Butantan para a análise das imagens de animais encaminhados ao hospital Vital Brazil diariamente.

Muitas pessoas, ao darem entrada no hospital do Instituto, levam consigo os animais que as atacaram, para reconhecimento e identificação. Em outros casos, bombeiros que ajudam no resgate e remoção das vítimas também levam os animais para o Vital Brazil.

A partir do envio da imagem ao grupo de biólogos do Butantan, o tempo médio de resposta tem sido de três a seis minutos.

“Com o grupo, nós tivemos um grande avanço no atendimento às vítimas de acidentes que trazem o animal ao hospital ou uma foto dele para a identificação, principalmente para os casos que exigem uma confirmação rápida para a ação médica”, destaca Carlos Roberto de Medeiros, diretor-médico do hospital Vital Brazil do Instituto Butantan.

Acidentes no verão

O período mais quente e chuvoso do ano é também o de maior atividade dos animais peçonhentos, o que ocasiona o aumento de acidentes. No ano de 2014, foram notificados no Estado de São Paulo quase 20 mil casos, segundo a Divisão de Zoonoses do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde.

Em caso de acidentes, recomenda-se lavar o local da picada apenas com água e sabão; dar bastante água à vítima para manter a hidratação e procurar serviço médico o quanto antes.

O hospital Vital Brazil é especializado no atendimento a pacientes picados por animais peçonhentos e é reconhecido como uma das mais importantes referências na área de envenenamentos.

COMENTÁRIOS